quarta-feira, 20 de abril de 2011

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Lousa digital- A saga

A lousa...

 A seduc-pa via DITEC-CTAE comprou diversas lousas digitais e as enviou para os NTE'S...


Primeiro problema: só se pendura quadro em paredes.
Solução 1: utilizar verba do NTE e abrir licitação para construção de parede. Inviável , nte ainda não recebeu fundo rotativo.
Solução 2: fazer  a parede - oficina de educação construtivista.


Segundo problema: Como e onde pendurar o data show que projeta a lousa?.
Solução 1: utilizar verba do NTE e abrir licitação para construção do suporte. Inviável , NTE ainda não recebeu fundo rotativo.
Solução 2: Fazer uma coleta e comprar um suporte apropriado. Inviável.
Solução 3: Utilizar os conhecimentos de marcenaria de um colega formador e solicitar que construa um suporte ecológico fazendo o reaproveitamento de caixas de maças.




Terceiro problema: Lousa sem software apropriado ao linux e com problemas na calibragem.
Solução 1: Utilizar o software proprietario windows. Não.
Solução 2: Ligar "dezenas de vezes" para a empresa responsável. Fizemos isso, mas não funcionou.
Solução 3: Ameaçamos devolver todas as lousas dos NTE'S para empresa fornecedora. O blefe deu resultado. Recebemos a visita de um técnico.  Lousa funcionando.

domingo, 17 de abril de 2011

Poetic@ Digit@al


Festival Visões Periféricas 2011 (5ª edição) – Audiovisual, Educação e Tecnologias



Estão abertas, até o dia 20 de maio, as inscrições para o Festival Visões Periféricas 2011 – Audiovisual, Educação e Tecnologias. Esse ano o festival realiza sua 5ª edição com cinco mostras competitivas. O Festival Visões Periféricas une audiovisual, educação e tecnologias para refletir sobre a produção cultural das múltiplas periferias brasileiras. Promove também a mistura de públicos, exibindo filmes produzidos nestes territórios com obras feitas fora deles e por qualquer realizador, independente de sua origem ou espaço onde vive.



As mostras com exibição e votação on-line, Tudojuntoemisturado e Imagens Remix agregam o público internauta que cria filmes para o YouTube e outras plataformas de exibição, feitos com câmeras fotográficas, celulares ou outros dispositivos móveis ou a partir da recombinação de vídeos, sons, músicas e imagens (mashups, paródias, redublagens, memes etc). O Visões Periféricas foi o primeiro festival audiovisual no país a criar uma mostra específica para remixes.



O Festival Visões Periféricas está previsto para acontecer no mês de agosto com data e local a serem divulgados em breve. Para se inscrever o produtor ou realizador deve acessar o site www.visoesperifericas.org.br, ler o regulamento, preencher a ficha de inscrição e enviar o filme por upload ou correios.






Inscrições abertas para o Claro Curtas 2011





Valorizar, preparar, estimular e premiar talentos de uma nova geração de criadores que produzem e compartilham videos por meio das novas tecnologias digitais. Este é o objetivo do festival Claro Curtas que abre inscrições nesta quarta-feira (30).





A grande novidade da edição 2011, que terá o tema “O Tempo é Agora”, é a criação de categorias de participação e premiação. A partir de agora, podem se inscrever alunos de ensino médio, universitários, participantes de ONGs, Pontos de Cultura e Cineclubes e todas as pessoas interessadas em produção audiovisual, para as quais continua existindo a categoria de realizadores independentes (Livre).





Os interessados terão até o dia 17 de junho para inscrever vídeos com duração de 30 segundos a 90 segundos, feitos com celulares, webcams, câmeras fotográficas digitais ou outros dispositivos móveis.


Inscrições e outras informações: http://www.clarocurtas.com.br/


Fonte: jornal iteia
 O NTE Ananin disponibiliza o projeto Poétic@ Digit@l para os interessados em produzir material audio visual. Deremos todo o suporte necessário para as escolas que quiserem participar dos concursos aqui divulgados.
Aguardamos Vocês!!!
Post: TC

Feed Back Visita Escolas USE 14 Continuação


Escola Antonio Teixeira Gueiros - Apesar de ter um ótimo espaço de Sala de Informática a direção da escola optou por não instalar os computadores novos, recebidos do MEC, em virtude da falta de segurança. Enquanto isso, a sala de informática está sendo usada como depósito para a merenda escolar e os computadores estão guardados na USE 14.

Escola Princesa Izabel - Fomos recebidos pela diretora Antonia, uma gestora dinâmica, chegamos logo fazendo a entrega de um computador que estava na USE 14 para a escola que foi motivo de muita alegria.
A escola sofre com a falta de espaço físico, mesmo assim, a feliz diretora, conseguiu montar uma Sala de Informática, as bancadas  e parte elétrica estão prontas, enquanto os computadores não chegam a sala serve de abrigo para a merenda escolar.

Escola Benedito Celso Pádua Costa - Infelizmente a falta de espaço físico está sendo o grande vilão.  Apesar do esforço da diretora em mandar fazer uma bancada no único local disponível para a Sala de Informática é inviável ao seu funcionamento. Vamos aguardar a ampliação da escola, que já está programada, para realizar o sonho da comunidade escolar em ter uma Sala de Informática.

Escola Armando Fajardo - Nossos mais sinceros elogios a direção da escola que conseguiu organizar sua sala de informática e instalar os computadores novos recebidos do MEC. Apesar de não ter professor lotado no espaço a diretora conseguiu uma pessoa com conhecimento técnico para fazer as "coisas funcionarem" ao ponto de termos uma turma do curso de Introdução a Educação Digital, nas 3ª e 5ª feira.

Fotos e Post: TC