quinta-feira, 20 de outubro de 2011

INFORME ENEM

A EEEFM Antonio Gondim Lins está preparadíssima para a prova do ENEM que irá ocorrer neste 22 e 23 de outubro de 2011. E por esse motivo o NTE ANANIN não irá funcionar nesta sexta 21/10/2011, pois a escola esta pasando por uma limpeza geral e organização das salas. Retornaremos dia 24/10/11 com nossas atividades normais.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Rádio Escola: Parceira NTEs Ananindeua e Santarém

Nos dias 17 e 18/10 (segunda e terça-feira) o professor Ruy Henderson, formador do NTE Ananin ministrou a oficina de Rádio Escola no NTE Santarém. Uma parceria entre os NTEs irmãos que teve início com a participação de integrantes da equipe do NTE, professores da sala de informática e outros professores de Santarém. A oficina teve como objetivo partilhar o trabalho que o NTE Ananin tem realizado neste município na linha de atuação Pororoca Sonora, por meio de oficinas de sensibilização e capacitação de professores para atuarem com a rádio escola. A oficina serviu para que os participantes conhecessem sobre os fundamentos da rádio escola e a produção de um programa de rádio, utilizando recursos de gravação e edição de áudio, por meio do software livre Audacity. O resultado foi a produção de programas pilotos experimentais que poderão ser ouvidos em breve em nossa Rádio Web Ananin.
Agradecemos à equipe do NTE Santarém pela boa receptividade da proposta e por todo apoio que nos deu na realização da oficina. Esperamos ampliar essa parceria por meio de outras realizações conjuntas e de socialização do conhecimento na área de tecnologia educacional.
Abaixo, algumas fotos da oficina, com os participantes em plena atividade e a entrega de certificados.



Post: Ruy Henderson
Fotos: João Paulo e Ruy Henderson

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Dia do Professor(a)???

No último sábado, 15 de outubro, comemoramos?? O dia do professor. A interrogação que me faço surge em função da constatação de que  a cada ano que passa sinto que como classe trabalhadora e profissionais temos menos motivos para comemorar.
A instabilidade cíclica que assola nossa classe - instabilidade causada pelas incertezas quanto ao desfecho da greve de nossa categoria na busca de melhores condições de trabalho e cíclica pelo fato de nos depararmos com essa situação todos os anos - contribui muito para esse meu modo de pensar.
Não deveria ser assim. Porém, só conquistamos melhorias através de luta, basta olharmos para o passado para termos a comprovação disso. Veja como surgiu um dia dedicado ao professor:
No dia 15 de outubro de 1827 (dia consagrado à educadora Santa Tereza D’Ávila), D. Pedro I baixou um Decreto Imperial que criou o Ensino Elementar no Brasil. Pelo decreto, “todas as cidades, vilas e lugarejos tivessem suas escolas de primeiras letras”. Esse decreto falava de bastante coisa: descentralização do ensino, o salário dos professores, as matérias básicas que todos os alunos deveriam aprender e até como os professores deveriam ser contratados. A idéia, inovadora e revolucionária, teria sido ótima - caso tivesse sido cumprida.
Mas foi somente em 1947, 120 anos após o referido decreto, que ocorreu a primeira comemoração de um dia dedicado ao Professor.
Começou em São Paulo, em uma pequena escola no número 1520 da Rua Augusta, onde existia o Ginásio Caetano de Campos, conhecido como “Caetaninho”. O longo período letivo do segundo semestre ia de 01 de junho a 15 de dezembro, com apenas 10 dias de férias em todo este período. Quatro professores tiveram a idéia de organizar um dia de parada para se evitar a estafa – e também de congraçamento e análise de rumos para o restante do ano.
O professor Salomão Becker sugeriu que o encontro se desse no dia de 15 de outubro, data em que, na sua cidade natal, professores e alunos traziam doces de casa para uma pequena confraternização. Com os professores Alfredo Gomes, Antônio Pereira e Claudino Busko, a idéia estava lançada, para depois crescer e implantar-se por todo o Brasil.
A celebração, que se mostrou um sucesso, espalhou-se pela cidade e pelo país nos anos seguintes, até ser oficializada nacionalmente como feriado escolar pelo Decreto Federal 52.682, de 14 de outubro de 1963. O Decreto definia a essência e razão do feriado: "Para comemorar condignamente o Dia do Professor, os estabelecimentos de ensino farão promover solenidades, em que se enalteça a função do mestre na sociedade moderna, fazendo participar os alunos e as famílias". 
Hoje, estamos muito distante do verdadeiro significado desta data pois muito se perdeu pelo caminho mas, como educadores apaixonados que somos, sempre buscaremos em nosso fazer cotidiano motivos para seguir em frente, de maneira digna e cidadã. Transcrevo uma oração que muito me tocou pela força contida nas palavras.
Oração do Professor

Dai-me, Senhor, o dom de ensinar,
Dai-me esta graça que vem do amor.
Mas, antes do ensinar, Senhor,
Dai-me o dom de aprender.
Aprender a ensinar
Aprender o amor de ensinar.
Que o meu ensinar seja simples, humano e alegre, como o amor.
De aprender sempre.
Que eu persevere mais no aprender do que no ensinar.
Que minha sabedoria ilumine e não apenas brilhe
Que o meu saber não domine ninguém, mas leve à verdade.
Que meus conhecimentos não produzam orgulho,
Mas cresçam e se abasteçam da humildade.
Que minhas palavras não firam e nem sejam dissimuladas,
Mas animem as faces de quem procura a luz.
Que a minha voz nunca assuste,
Mas seja a pregação da esperança.
Que eu aprenda que quem não me entende
Precisa ainda mais de mim,
E que nunca lhe destine a presunção de ser melhor.
Dai-me, Senhor, também a sabedoria do desaprender,
Para que eu possa trazer o novo, a esperança,
E não ser um perpetuador das desilusões.
Dai-me, Senhor, a sabedoria do aprender
Deixai-me ensinar para distribuir a sabedoria do amor.

Autor: Antonio Pedro Schlindwein

Fontes:
http://www.portaldafamilia.org/datas/professor/diaprof.shtml
Post: Tony Cunha
 


 


 

Aula Presencial da Especialização de Tecnologias em Educacão pela PUC-RJ


Nesta 5ª feira, 13/10/2011, o NTE Ananin se fez presente no momento presencial da terceira edição do Curso de Especialização de Tecnologias em Educação pela Pontíficia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ) – Pós-Graduação Lato-Sensu Modalidade a Distância, pela Coordenação Central de Educação a Distância-CCEAD, da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, em parceria com o Ministério da Educação e a Secretaria de Estado de Educação (SEDUC). Foram ofertadas 24 vagas para todo o Estado, sendo 12 para a esfera municipal e 12 para a esfera estadual.

O curso destina-se, preferencialmente, a formadores/multiplicadores do Proinfo Integrado, formadores do Programa Mídias na Educação, professores- formadores do Programa Proinfantil, formadores do Programa TV Escola e tutores do Programa Formação pela Escola e a professores e gestores escolares efetivos da rede pública de ensino. Através deste curso, a instituição PUC pretende,"ampliar o conceito de educação mediada e integrada por tecnologias com a incorporação de todos os meios tecnológicos cabíveis e capacitar professores para utilização destes meios", bem como fomentar a formação continuada de docentes quanto ao uso de Tecnologias de Informação e Comunicação - TICs - no Ensino Fundamental e  Médio das redes públicas estadual e municipal. A realização do curso permite criar expectativas para melhoria de forma progressiva da qualidade da Educação Básica.

A segunda edição do curso no Estado do Pará, através do Programa Nacional de Formação Continuada – Proinfo Integrado em parceria com o MEC/PUC/SEDUC, ocorreu no período de 2009/2010, em parceria com o SEED/MEC, tendo sido ofertadas, na ocasião, cerca de 200 vagas distribuídas entre a rede estadual e municipal de ensino.

Post: Giselle Bezerra
Fonte Imagem e Texto: 
Disponível em: http://web.ccead.puc-rio.br/SISTEMA/site/pg.jsp?uid=AA556972-47E8-4DB5-BA1F-AB7CA5071517. Acesso em: 17 nov. 2011.
Disponível em: http://www.seduc.pa.gov.br/portal/index.php?action=Destaque.show&iddestaque=1248&idareainteresse=1. Acesso em: 17 nov. 2011.