terça-feira, 11 de maio de 2010

Ainda sobre o Tempo


Sempre que posso navego pelos endereços mais interessantes da infomaré. De vez em quando, encontro raridades que remetem a grandes reflexões que nos fazem mudar a forma de ver o mundo a nossa volta e agir.
Numa dessas viagens encontrei um texto que me pareceu oportuno ao contexto atual, o qual foi gentilmente cedido por seu criador para postar aqui no Blog do Nte ananin. Ei-lo:
Apesar de não ser um exegeta encontrei um belo texto do livro sagrado da religião católica. Nela há lições que nós educadores(as) devemos refletir à luz de nossas práticas pedagógicas e experiências de vida enquanto seres desafiados a transformar o mundo.
O Livro do Eclesiastes nos ensina a bela lição da paciência e de que na vida precisamos planejar nossas ações. Para tudo há um tempo certo. Há o tempo de semear projetos e construí-lo coletivamente com a comunidade escolar e haverá para os bons educadores(as) o tempo de arrancar os resultados de tudo aquilo que foi plantando no chão da escola.
Haverá tempo, também, para curar as desavenças, às vezes, nascida da incompreensão que somos educadores(as) criativos, que não queremos esperar a educação de boa qualidade se realizar em um tempo futuro, pois sabemos que é no presente que as coisas precisam acontecer.
Só no presente haverá tempo para rir, dançar e ser feliz com nossos alunos(as).
É verdade que tudo tem sua ocasião e seu propósito!!!!!
Infelizmente, há muitos profissionais que atuam na área de educação que se especializaram em espalhar pedras e fizeram uma opção por abster-se de abraçar a luta em defesa de uma educação crítica e libertadora. Eles abandonaram a escola ou são professores(as) ausentes, mesmos quando estão presentes..
Foram rotinizados e as aulas que ministram se tornaram insípidas e enfadonhas.
Cabe aos educadores(as) que, ainda, acreditam na escola pública ajuntar as pedras atiradas no caminho e utilizarem o tempo pedagógico para edificar belos projetos educacionais, que sejam significativos, especialmente, para nossos alunos(as).
Afinal tudo tem a sua ocasião própria, e há tempo para todo propósito na vida:
Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou; tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derribar, e tempo de edificar; tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar; tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de abster-se de abraçar; tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de deitar fora; tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar;
Livro do Eclesiastes


O Autor do texto: professor Luiz Cavalcante. Hoje nomeado Secretário de Educação.
A você, professor, nossos votos de sucesso e colaboração nesse novo tempo em sua vida.!!!


Post: TC

Nenhum comentário: