quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Início do curso de 100 horas será dia 20 de novembro

1º Encontro será dia 20/11. Às 15 horas. No NTE Ananin. Os interessados devem preencher o link de inscrição em azul, logo abaixo.
Público alvo: gestores, técnicos e professores.
Visa oferecer subsídios teórico-metodológicos práticos para que os professores e gestores escolares possam:
  • Compreender o potencial pedagógico de recursos das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) no ensino e na aprendizagem em suas escolas;
  • Planejar estratégias de ensino e de aprendizagem , integrando recursos tecnológicos disponíveis e criando situações para a aprendizagem que levem os alunos à construção de conhecimento, ao trabalho colaborativo, à criatividade e resultem efetivamente num bom desempenho acadêmico.
  • Utilizar as TIC nas estratégias docentes, promovendo situações de ensino que focalizem a aprendizagem dos alunos e resultem numa melhoria efetiva de seu desempenho.
Modalidade: Semi-presencial (com a utilização da plataforma Moodle do NTE Ananin)

Link de inscrição curso ensinando e aprendendo com as TIC- 100h

Tutor: ERIC.

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Quem é o novo professor?


Analisa-se a didática, a metodologia, a gestão escolar, o contexto tecnológico, mas ainda assim, hoje, se o aluno não aprende o conteúdo, o professor acaba sendo o principal responsável. Afirmações como essa, são comuns a muitos educadores na contemporaneidade. Nas salas de aula atuais, além de cumprir o currículo escolar, é preciso saber como o aluno aprende e vencer o desafio de entender os jovens e seu novo processo de aprendizado. Para isso debater tais questões, convidamos a doutora em Comunicação e Sociabilidade, Sra. Telma Johnson e a mestranda em Teoria da Literatura, Sra.Renata de Cabral e Castro.

Por
Telma Johnson, doutora em Comunicação e Sociabilidade Contemporâneas, mestre em Jornalismo Digital e especialista em Gestão Estratégica da Informação. Autora de livros e artigos científicos sobre mídias digitais e pesquisa mediada por computador.

A reflexão crítica sobre o papel do professor na contemporaneidade traz, em seu bojo, um conjunto de questionamentos sobre o que muda e o que permanece em relação às práticas pedagógicas diante das novas tecnologias da informação e comunicação. Essas práticas no atual contexto sócio-histórico-cultural certamente estão em processos de mudanças e rupturas, mas também incorporam traços característicos de continuidades e regularidades.

Um pressuposto que assumo aqui está diretamente relacionado com a noção de contemporâneo, como defendida pelo pensador italiano Giorgio Agamben. Em breves palavras, Agamben observa que poucos homens são contemporâneos, face à dificuldade de se distanciar de um pensamento temporal cronológico para se aproximar de uma ideia de temporalidade em que passado, presente e futuro não são instâncias separadas, estanques, mas intimamente entrecruzadas e referenciadas. O presente, nesse sentido, carrega a força de um passado e, simultaneamente, antecipa um futuro.

Essa breve digressão é para dizer que valores tradicionais das práticas docentes, entre eles o domínio de determinado campo do saber, a transmissão de conteúdo e a construção de novos conhecimentos não mudam. Não mudam também princípios como flexibilidade, humildade, compaixão e paixão pelo fazer educacional. São continuidades, mas o professor contemporâneo também enfrenta desafios quanto à ruptura de uma visão tradicional que não reconhece a importância da construção coletiva de conhecimento, da sala de aula como espaço de interação social, trocas de experiências situadas contextualmente.

Um dos caminhos para superar esses desafios está diretamente relacionado à capacidade de os professores se renovarem e procurarem manter-se atualizados quanto às novas tecnologias, que permitem estabelecer, no ambiente da sala de aula, um diálogo permanente com a realidade, e vem sendo amplamente aceita e utilizada pelos alunos. Os espaços colaborativos on-line, as nossas possibilidades de participação e criação dos cidadãos comuns podem, e devem ser, estimuladas como novas estratégias tanto de ensino como de desenvolvimento na construção da cidadania.

Post: Giselle Bezerra

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Encontro de Professores de SIE e Palestra Introdução ao Moodle

Agradecemos aos professores que representaram suas escolas se fazendo presentes no 2º Encontro de Professores de SIE 2012 com formação continuada no NTE Ananin. A formação ocorrida se refere à Palestra: Introdução ao Moodle.

Estiveram presentes as escolas:

USE 14
  • Armando Fajardo, representada pelo professor de SIE Luís Augusto M. Soares;
  • Walter Bezerra Falcão, representada pela Profª. Sandra Yara B. Gama e sua Diretora Kétima Almeida
  • Maria Helena V. Tavares, representada pelos professores Luis César Mesquita e Neli Moraes da Costa Mesquita;
  • Flaviano Gomes, representada pela Profª Karina Jussara Johonston;

USE 15

  • Luiz Nunes Direito, representada pela Profª Marilene Corrêa;

USE16
  • Dilma Sousa Catete, representada pelos professores Wanderson Monteiro e Clécio Barbosa;
  • Ministro Alcides Carneiro, representada pelos professores de SIE Josiane Reis e João Carmo;
  • Nagib Coelho Matni, representada pelo Prof. David Borges de Castro;
  • João Faria de Lima, representada pelo Prof. João Augusto Souza;

USE 17
  • Nedaulino Vianna, representada pela Profª Letícia Almeida;

USE18
  • Ramiro Olavo, representada pelas professoras Ivonete Ibiapina e Maria do Socorro Melo.
 Confira as fotos!





Post: Giselle Bezerra


Nas Ondas (sonoras) do Tocantins
Uma realidade inegável, a linguagem do rádio é universal, cativa o ouvido, de todos e transita naquela linha tênue que existe entre a realidade e a utopia.
Foi preciso estar aqui em Marabá entre as pessoas que fazem da escola pública, tanto estadual quanto municipal, uma realidade tangível e cheia de propostas para vislumbrar ainda mais maravilhado essa magia do som.
Marabá, município do sul do Pará, cresce vertiginosamente e possuí escolas grandiosas com comunidades escolares antenadas com as transformações da sociedade atual, tecnológica e globalizada.
Uma dessas escolas é a “EEEFM Rio Tocantins” construída no sistema CAIC que abriga em suas dependências o Núcleo de Tecnologia Educacional de Marabá – o NTE MARABÁ – que está sediando o curso de formação em Rádio Escolar, que está acontecendo no período de 05 a 09 de novembro em suas atividades presenciais – o curso terá uma continuação até dezembro em sua fase à distância.
A formação objetiva a construção de espaços de reflexão e práticas educomunicativas que tem sua concretização facilitada pelo fato de que sete das escolas representadas nas atividades formativas já possuem equipamento de rádio.